05 junho, 2007

Afectos de um triângulo azul (outra parte)


Vitral

4 comentários:

JotaCê Carranca disse...

Tal e qual o zulmarinho. Relaxantemente belo

Poliedro disse...

Olha, Anabela:
Os afectos é o que há mais em mim. Sou feito de afectos.
Este vitral é um sentimento possuído de uma sensibilidade e encanto que se podem repetir incessantemente.
Quantas partes dos afectos deste triângulo azul poderias repetir mais, sem parar, sem sentir, sem viver?
Admiro os teus vitrais. São um conjunto multicolor de afectos interminávis e sucessivos.
Que pensar?
A vida deu-me afectos e eu vivo desses afectos sem fim, por serem indefiníveis.
Que Deus me ajude a consolidá-los.
Que a minha afinidade, que só eu vejo, mais ninguém, me dê forças para entender tudo o que me rodeia, mas com afectos. Desculpa ser assim.
Nunca abdicarei de viver em afectos, com afectos.
Amo a vida o suficiente para não os explicar, só os sentir em mim.

Com estima
Beijos
Pena

Anónimo disse...

És mesmo uma criadora. Este vitral está super-bonito. Ampliei a foto e vi que até exploras pequenas texturas. Muito bem.
Mª João

Helena Borralho disse...

São os afectos de uma "Sereia"...