05 julho, 2007

Na ri na

GOSTO DE +

5 comentários:

Poliedro disse...

O encanto das moças africanas.
A sua música. Os seus valores. A sua cultura.
Riquíssimas!
Depois envias-me a letra?
Há aquele ardor posto nas suas palavras que só elas conseguem explicar, compreender e comunicar.
Boa!
Registo em mim.
Beijos
pena

JotaCê Carranca disse...

E não é que tens bom gosto?!

Té la mà Maria - Reus disse...

muy bonita canción y un gusto saludarlos

besos y saludos desde Catalunya

Poliedro disse...

Olha, Anabela:
Nunca te entendi verdadeiramente.
Nunca te ouvi falar de Angola?
Deves recordar-te só para ti.
A maior parte das pessoas que lá viveram, vivem as suas histórias com imensa dedicação e esperança de lá regressar.
Tu nunca disseste nada. Porquê?
Enigmática... Intrigante...Secreta...
Sei que tens um espaço onde falas?
Nunca o li.
Adorava que o transportasses para aqui, pois, é de mais fácil acesso e divulgasses o fascínio e a magia desses tempos. Adorava. A sério.
Podes trazer algo?
Beijos
pena

a. quelhas disse...

Poliedro:
A minha perspectiva sobre Angola é muito pessoal e diverge muitas vezes da perspectiva da maioria das pessoas.
Sabes que eu não tenho perfil de saudosista, o meu caminho é sempre para o presente e para o futuro que se direcciona, e sou eu que o devo delinear.
Assim o sentir-me angolana é coisa que partilho com pouca gente, por não ver necessidade disso. Não me envergonho dessa experiencia, antes pelo contrario,é uma experiencia riquissima, mas o processo histórico é irreverssível. A minha vida tem sido construida por varias etapas, que foram cumpridas por vezes com algum sucesso, mas estou habituada a virar a página.
No fundo talvez seja uma defesa... acredito que sim.
Um dia conversamos.
Bj