17 abril, 2011

ESTILHAÇOS DE CESARINY POR LUXÚRIA CANIBAL



Estava preparada para assistir a um registo punk à Mão Morta com muita luxúria e pitadas de canibal à mistura.

Arrastei uma amiga comigo.

À entrada pensei que talvez ela não apreciasse, fiquei na dúvida se iria ser seca para ela, mas…

Fomos presenteadas com um espectáculo de altíssimo nível.

Caramba fazem-se espectáculos tão bons em Portugal!

É um espectáculo de poesia, de leitura de textos, a maioria de Mário Cesariny, mas também de música. Adolfo Luxúria Canibal, declama calmamente sentado à mesa no centro do palco, iluminado por um candeeiro de mesa e os músicos acompanham. Não sei quem concebeu a parte musical, mas eu achei de altíssima qualidade. Já procurei na net alguns dos registos, mas não aparece nada. Não não imaginem que foi o seguimento dos registos musicais dos Mão Morta, pois imaginarão errado. Que pena não poder partilhar convosco! A voz de ALC a percorrer as palavras de Cesariny, com o timbre e entoação características só dele e aquela musica de fundo única, absorvente....adorei.

"Os poetas não passam de aprendizes dos mistérios do infinito"

6 comentários:

Anónimo disse...

Porque não dizes à gente para irmos contigo????
Sofia H.

Anónimo disse...

Ana: Também fui e de facto ficava lá mais umas horas a ouvi-lo. Reparei que aplaudiste em pé, portanto gostaste de+.

J. A.

Manel disse...

Surpresa boa, não foi?

a. quelhas disse...

Sofia
Sabes que não gosto de combinar com muita antecedência, por vezes decido em cima da hora. Depois nem todos apreciam Luxúria Canibal assim como o Rodrigo Leão (há dias). Mas para a próxima aviso e depois vocês decidem, mas contem que por vezes há barretes.
Bj

a. quelhas disse...

J.A. Não te vi. Sempre discreto! :-)

a. quelhas disse...

Manel, sim uma surpresa muito boa, irias gostar também, tenho a certeza, beijinho